quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Ainda a propósito do serviço do supermercado Modelo

A propósito do que escrevi sobre o serviço do supermercado Modelo ("um serviço nada modelar"), recebi um comentário da autora do blog A Lupa de Alguém, que transcrevo na íntegra:

"Eu compreendo os seus pontos de vista, mas queria defender os meus. Por exemplo, nós pedimos moedas porque se não forem os clientes a ajudar-nos nesse aspecto, elas podem acabar e o balcão de informação não ter reforço e, aí sim, o tempo de espera ainda poderia ser maior. As caixas expresso sempre deram confusão e quando propomos acabar com elas, também se gera confusão. O que me parece é que cada cliente tem opiniões e necessidades tão distintas que é preciso uma grande sabedoria para poder satisfazer cada um. Mas de uma coisa pode ter a certeza: nas reuniões e formações a que assisto, a satisfação do cliente vem sempre como principal objectivo. Peço-lhe um favor: no balcão de informação há umas folhas azuis onde pode deixar não só reclamações como também sugestões. Assim todas as ideias podem ser analisadas e podem também ajudar o supermercado a mudar para melhor."

Sem comentários:

Publicar um comentário